Dicas

27/05/2021 / 1 ano atrás

Frio Nunca Mais!

Frio Nunca Mais!

Com a estação mais fria do ano se aproximando e as previsões de temperaturas congelantes, entenda como funcionam as roupas térmicas e o sistema de camadas para que tu não percas nenhum momento desta, que pode ser uma época super gostosa!


Partimos do início entendendo que térmico é aquilo que mantém a temperatura. Se num cooler vai gelo e bebida, este vai servir para manter a bebida gelada, o contrário acontece na garrafa térmica do chimarrão aonde vai água quente, que através deste equipamento, em geral, de parede dupla com vácuo entre elas, vai manter a temperatura do líquido aquecida.

Lembro-me de quando viajava com meus pais e eles sempre compravam peixe de um pescador que morava num dos nossos destinos. O peixe congelado era trazido até nossa casa enrolado num cobertor, desses de proteção para móveis, utilizado em mudanças. Após 06hrs de viagem, quando chegávamos ao lar, o peixe estava durinho, igual quando compramos. O cobertor que nos remete a calor, neste caso manteve o peixe gelado.

O primeiro passo ao combate do frio é vestir-se enquanto seu corpo ainda está quente e não deixá-lo esfriar. Em casa costumo levar todas as roupas para o banheiro para vesti-las ainda aproveitando o calor do banho. Já nos acampamentos e expedições o cuidado deve ser redobrado por não termos ambientes com temperatura controlada. Nesta situação o ideal é trocar as roupas dentro da barraca e se o frio estiver forte, fazer uma série de flexões (não é brincadeira) deixando o corpo quente e como no caso do cobertor, manter o calor gerado através da água aquecida do banho ou dos exercícios dentro da barraca.


O corpo humano perde calor de maneira muito acelerada, porém recupera-a lentamente, portanto, devemos prestar atenção na manutenção do calor. Aos primeiros indícios de frio, adicione mais uma camada de roupa, ou faça mais uma série de exercícios físicos aeróbicos.

Até aqui vimos que térmico é tudo aquilo que mantém a temperatura, seja quente ou fria. Aproveitando a deixa, tratarei a seguir sobre o sistema de camadas.
A garrafa térmica, o cobertor, o isopor, as roupas e outros produtos térmicos tem o intuito de barrar o calor radiado deixando-o estático ao redor do objeto em questão. Para o corpo humano, foi desenvolvido um sistema de camadas, que tu podes brincar adicionando ou retirando peças sem muito volume e sobrepeso. No meio da aventura costumamos brincar, se vista como uma cebola!

A primeira camada (calça e blusa) consiste numa peça que é fina e justa ao corpo. Geralmente as chamadas de “segunda pele” e são confeccionadas de maneira que se gere micro bolhas de ar entre a pele e a blusa ou calça. O calor do corpo vai aquecer este micro ambiente e o tecido da peça vai segurar estas bolhas quentes, porém permitindo a evaporação do suor através da dispersão da umidade pela área externa.


A segunda camada (calça e blusa) em geral são as peças confeccionadas em fleece que é muito similar ou soft em sua textura, porém, mais resistente, gostoso ao toque e principalmente, respirável. As peças em fleece vão criar ainda mais bolhas de ar, e estas bolhas serão maiores do que as da primeira camada. Este conjunto de peças vai ser como o turbo de um carro que faz a requeima do combustível, aqui o que vai acontecer é uma espécie de reaquecimento. Nesta peça já começamos a falar um pouco mais sobre barreira física do ambiente externo, já que os fleeces são mais grossos e ajudam a não nos deixar perder calor por convecção. 


Com a primeira e a segunda camada, já formamos uma qualidade de garrafa térmica, como dito anteriormente, de parede dupla, e ao invés de vácuo entre elas, milhares de bolhas de ar quente. O grande diferencial neste caso, é que as garrafas térmicas tem parede sólida para barrar o vento ou chuva que por ventura poderiam levar a temperatura do seu interior através da convecção. Para isso vamos falar da terceira camada.

Camada externa (calça e jaqueta) são as peças impermeáveis e também respiráveis. Estas poderiam ser as paredes e a tampa da garrafa térmica, ou seja, o corpo já está quente e adicionamos as duas primeiras camadas para manter o calor e agora vem a terceira parte que vai fazer com que esse calor gerado, e mantido, não se perca por contato, seja com o ar ou com a água da chuva.


Reparem que nas três camadas salientei a importância de serem respiráveis. Geralmente é neste ponto que marcas que não são para montanhismo deixam a desejar na fabricação de seus equipamentos. O material sempre deve ser respirável, seja qual camada for! Caso contrário o seu corpo vai começar a suar e o suor não vai encontrar caminho para evaporar.

No exato momento em que tu fores descansar ou simplesmente baixar o nível de atividade, o seu corpo vai começar a esfriar e todo aquele líquido ao redor do seu corpo também vai perder temperatura. Nesta hora o calor gerado há pouco tempo atrás vai criar um rebote no seu sistema, causando frio imediato e intensificado. Preste muita atenção nesse ponto durante a escolha das suas vestimentas.

Outro fator importante é que quanto mais justas ao corpo forem estas peças, mais aquecido tu vais ficar. Se houver muita circulação de ar entre teu corpo e as peças, durante a sua movimentação o ar quente vai ficar escapando para o ambiente externo, fazendo com que tu tenhas que reaquecer todas aquelas bolhas de ar citadas anteriormente. 

Temos mais uma camada que são as jaquetas de gomo. Estas podem ser tanto sintéticas como com plumas de ganso. Essa linha de jaquetas tem um poder de aquecimento realmente incrível. Começamos a falar aqui de temperaturas negativas e dependendo do modelo que escolher, podendo manter a sua temperatura em ambientes com -20°C ou até menos. Estas peças são utilizadas em aventuras com clima frio, por cimas das duas primeiras camadas, ou até mesmo na cidade, porém, geralmente por cima apenas da segunda pele. 


As jaquetas de gomo são consideradas verdadeiras soluções já que além de aquecer muito bem, a amplitude térmica delas é muito grande. Podendo usar, por exemplo, a mesma peça com 0°C até 14°C isso é claro, dependendo do modelo escolhido e da(s) camada(s) por baixo.

Resumindo, se vista como uma cebola, adicione ou retire camadas conforme ocasião. Caso tu prefiras usar poucas peças visando mobilidade e conforto, opte por segunda pele + pluma de ganso. Se tu moras numa região não tão fria, segunda pele + fleece. A respeito da impermeável, essa sim, tenha sempre em mãos, pois além de proteger do vento e da chuva, lembre-se que ela é a tampa da garrafa térmica e não vai deixar o teu calor ir embora.

Se o teu propósito for viagens para climas mais frios ou até mesmo para alta montanha, sugiro uma conversa mais aprofundada sobre o assunto. Neste post comentei somente das camadas mais usais, inclusive para o inverno do Sul brasileiro, como aqui na Serra Gaúcha. 

Você encontra todo esse vestuário na Loja da Gaudério!


 

Se tiveres dúvidas mais pontuais, por favor, entre em contato conosco através do WhatsApp (54) 99924-2043 ou e-mail murilo@gauderioadventure.com.br
Murilo Basei
Escritor do livro Manual do Aventureiro” 
Proprietário da loja Gaudério Adventure
Instrutor da Acampamento Base – Cursos e Expedições
 

Conta pra gente o que achou!

0 comentário

Deixe seu comentário

Comentário

Nome

E-mail

Quanto é 1 + 3?

NEWSLETTER

Digite seu e-mail

Não se preocupe, também não gostamos de SPAM :)